sábado, 9 de Maio de 2009

O "AUXILIAR DO CHEFE ESCUTA"


“O desafio hoje em dia é o mesmo – e o Chefe Escuta continua a ser a chave. Descrevi o papel do Chefe Escuta há muitos anos num pequeno livro o “Auxiliar do Chefe Escuta” BP

Para ser um Chefe Escuta eficaz … ele tem simplesmente de ser um homem-rapaz, e isso é:
»» Ter nele o espírito de rapaz, que deve ser capaz de se colocar no mesmo plano que os rapazes como primeiro passo. O Chefe Escuta, guia o rapaz com o espírito de um irmão mais velho, isto é, ajuda-o a ver as coisas do ponto de vista do rapaz e orienta-o e entusiasma-o no devido sentido.
»» Deve saber analisar as necessidades, horizontes e desejos das diferentes idades da vida do rapaz.
»» Deve lidar com o rapaz individualmente em vez de integrado nas massas; é muito importante puxar por cada rapaz e descobrir-lhes as aptidões….Isto é educação em vez de instrução.
»» Deve promover um espírito de grupo entre os indivíduos para conseguir os melhores resultados. Na educação escutista o sistema de patrulhas é aplicação ao conjunto da instrução individual, a qual põe em pratica tudo quanto o rapaz aprendeu. O sistema de patrulhas considera o guia responsável pelo que se passa com os seus rapazes.

Os Chefes Escutas têm necessariamente de estar acima de sentimentos mesquinhos e precisam de ser homens de vistas largas para submeterem as próprias opiniões à orientação superior do todo.

Cumpre-lhes ensinar os rapazes a jogar o Jogo, com cada um deles no seu lugar…
O Escutismo … é um Jogo … que ajudará o rapaz a desenvolver-se com o mínimo possível de fiscalização do adulto.

A nossa finalidade é antes de mais o desenvolvimento do carácter e do sentido da vida em sociedade, mais através dos meios naturais do que dos meios artificiais.

Nunca o esqueçamos: é contrário aos nossos princípios impor regras e uma disciplina exterior; a nossa missão é encorajar o esforço pessoal e a disciplina interior.

In Auxiliar do Chefe Escuta, BP